O Fórum AG também está no WhatsApp. Peça para algum administrador do chat incluí-lo!

[Tópico Oficial WhatsApp - Peça aqui]

18 de Agosto, 2018, 07:58:02

Autor Tópico: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?  (Lida 1786 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #25: 30 de Março, 2014, 12:34:00
0
0
Então, em países arábes onde mulheres são cobertas dos pés até à cabeça e na ìndia também existem estupros. Criminosos se aproveitam de pessoas que aparentemente são fracas, no caso do estuprador ás vezes nem interessa se a mulher é bonita ou não, mas se ele vai ter condições de praticar o crime e sair ileso.

Minha recomendação pessoal: Mulheres podem sair da maneira que quiserem, só que se eu fosse mulher jamais andaria sozinho nas ruas. Minha irmã já foi atacada na rua só que por sorte eu ensinei artes marciais e ela nocauteou um atacante e fugiu antes de ser tarde demais.

E respondendo ao tópico, não mulheres não devem ser castigadas sexualmente só por usar roupas curtas.


Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #26: 30 de Março, 2014, 19:33:00
  • Sess Feminino

  • Rurouni Sessshin
  • Profissional
0
0
Não li e nem lerei tudo o que escreveram, minha cabeça não aguenta tanta informação e discussão XD
Na minha sincera opiniãozinha, a culpa é simplesmente dos instintos..somos animais e nem todos conseguem segurar pra bater punheta ou ir a um puteiro e acham conveniente pegar mulheres e homens,pois não vamos negar, tem mulheres que fazem isso tbm indefesos, no meio da rua/metro/ônibus ou o que seja pra  aliviar seus instintos '-'
Email:
antes de tudo....morra Visitante u.u
---
Ei novato, isso mesmo vc Visitante,
quando vc se cadastrou, leu as letrinhas miudas?
não? que pena >XD

---

Combinandinho =3
---
 

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #27: 30 de Março, 2014, 19:50:00
  • Vivi Feminino

  • Exception Girl - Nível 5
  • Aplicado
0
0
"Sess"
Não li e nem lerei tudo o que escreveram, minha cabeça não aguenta tanta informação e discussão XD
Na minha sincera opiniãozinha, a culpa é simplesmente dos instintos..somos animais e nem todos conseguem segurar pra bater punheta ou ir a um puteiro e acham conveniente pegar mulheres e homens,pois não vamos negar, tem mulheres que fazem isso tbm indefesos, no meio da rua/metro/ônibus ou o que seja pra  aliviar seus instintos '-'
concordo com vc. totalmente instinto. por isso digo, mulheres não facilitem pros instintos animais dos homens! XD

*realmente é tanto texto grande aqui, haja tempo pra me ler kkk perco sempre 5 minutos nesse topico xD

Presente da minha linda amiga, Kasy *-*

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #28: 30 de Março, 2014, 22:31:00
1
0
Só uma coisa antes de começar a responder esse tópico de novo você NUNCA CULPA A VÍTIMA, mas nunca mesmo. Quem culpa a vítima, não importa a porcentagem (no caso da do Lord... Sério, nunca li algo tão machista nessa metade/metade - e não negativei, se lesse o que digito saberia que não negativo os outros, mesmo com ideias tão absurdas... Diferente de alguns nesse tópico)  abre margens para o ser inútil se justificar pela ação que tomou. E sim... O texto a seguir vai ser longo, afinal estamos em uma área de debate e não de flood.


"shunt"
Então, em países arábes onde mulheres são cobertas dos pés até à cabeça e na ìndia também existem estupros. Criminosos se aproveitam de pessoas que aparentemente são fracas, no caso do estuprador ás vezes nem interessa se a mulher é bonita ou não, mas se ele vai ter condições de praticar o crime e sair ileso.

Minha recomendação pessoal: Mulheres podem sair da maneira que quiserem, só que se eu fosse mulher jamais andaria sozinho nas ruas. Minha irmã já foi atacada na rua só que por sorte eu ensinei artes marciais e ela nocauteou um atacante e fugiu antes de ser tarde demais.

E respondendo ao tópico, não mulheres não devem ser castigadas sexualmente só por usar roupas curtas.
Alguém com uma ideia boa [insira emoticon de olhinhos brilhando aqui], estava horrorizada com os pensamentos aqui. Bom, com relação aos países árabes, do jeito que as pessoas aqui estão respondendo as coisas, logo chegaremos muito perto do que eles pensam.

Lá a mulher usa burca... Sabe qual a justificativa para culpar a mulher? Simples, os olhos. É... A unica parte que ela "mostra" é a justificativa para ela ser estuprada e claro, a culpa é dela. Com esse discurso sexista que estou lendo aqui, em comentários da matéria em outros lugares e essa mentalidade pequena... Logo vão dizer que esse é o motivo da vítima ter culpa, porque querem ditar como alguém tem que se vestir para não ser culpada pelo estupro. Que coisa nojenta isso meu.

Exato. Por que homem pode andar sem camisa na rua e não é alvo de alguma violência sexual? Ele esta pedindo para ser atacado... Por que não é?  Por que que mulheres não facilitem? Por que elas tem que mudar de pensamento e não os homens? Eu achei que eles fossem seres racionais sabe, mas pelo que vejo ele esta sendo ensinado a não ser.

Só quero saber de uma coisa, no caso da irmã do shunt ela conseguiu reagir... Ai vem aquele negócio da vítima não reagir... Mas bem, não é isso que quero perguntar, mas sim e se fosse a irmã de vocês? Vocês realmente iriam culpar ela por estar mostrando uma parte do corpo? Ela estava pedindo pra ser atacada por causa disso? É esse discurso mesmo que vão falar se acontecer com algum conhecido de vocês?


A questão da satisfação do homem é uma questão mais moral do que ética, que não é os termos que se está sendo discutido aqui. E eu entendo o espanto da afirmação de que a mulher “merece” ser estuprada, mas tenha em mente que muitas dessas pesquisas vêm com segundas intenções políticas o que implica um monte de retórica e jogo de palavra por parte dos pesquisadores e muita elasticidades nos conceitos, eu sinto o cheiro dessas palhaçadas de longe e não é nada nova esse tipo de pesquisa pra mim, portanto não me espanta mais. Nos EUA o mesmo tipo de pesquisa existe exatamente como essa que vocês nos mostrou e eles não cheguam para as pessoas e perguntam “você acha que mulher que veste roupas curtas merece ser estuprada?”, eles não perguntam isso porque esse tipo de pergunta espantaria qualquer um, eles perguntam pelas pontas, de leve, e então montam uma conjectura de acordo com os seus interesses e não exatamente no sentido que lhes foi dito. Retórica. Política.
O que mostrei com essa questão é que, apesar de estarmos tratando apenas de um tema da pesquisa existem outros temas envolvidos nela. Pode até ser uma questão política, pesquisa mal feita... Porém, os comentários que acontecem aqui e em outros lugares da internet tem a ver com isso? O discurso de que a vítima tem culpa por usar roupa curta tem até nas delegacias e não precisa de uma pesquisa mal elaborada para provar isso.


Primeiro, não estou dizendo que é requisito esbanjar dinheiro ou sexualidade para virar alvo de más intenções, estou dizendo que quando se esbanja dinheiro ou sexualidade você tem uma chance muito maior de virar alvo dessas más intenções. Pelo simples fato que ladrões querem o maior lucro possível pela menor taxa de esforço e estupradores buscam o maior prazer possível (para eles) pela menor taxa de esforço.

Segundo. Estupro já foi usado como arma de terror sim, mas não quer dizer que a natureza de estupro existe com o propósito de tormentar a vítima, muitas vezes o estuprador só quer satisfazer a si mesmo, indepente do que a mulher vai sentir. Há um elemento de humilhação mas esse elemento existe em qualquer tipo de disputa, de brigas judiciais a lutas em bares. Para homens, sexo é uma comodidade, e estupro sempre existiu primeiro como um conforto masculino, não uma ferramenta de tortura feminina. Homens estupravam em guerras porque para eles, esses eram os “prazeres da guerra”, o “prêmio” da vitória(the spoils of war). Porque para eles era isso, um conforto, e para muitos estupradores vai ser o mesmo, um conforto para eles. Não necessariamente porque eles gostam de torturar mulheres mas porque eles gostam de sexo e não estão nem aí para a mulher. Não é em primeira instância uma ferramenta de tortura feminina.
Falando do seu primeiro assunto, não é porque a mulher usa roupa curta/mostra parte do corpo que ela será mais fácil de atacar. Dos casos que conheço, do que foi dito por assistentes sociais, não tem nada a ver com a roupa. Se o babaca resolve que vai estuprar aquela mulher... Ele vai estuprar aquela mulher. E isso você pode ver em casos da mídia mesmo, tentei achar alguma pesquisa que evidencie isso de uma forma melhor na internet e o máximo que cheguei foi a essa psicóloga que trabalha com vítimas de estupro:

[url=http
NÃO, A CULPA NÃO É SUA[/url]]
Claro que evitar looks ousados não evita violência. Daniela Pedroso, que tem ouvido relatos de vítimas de estupro nos últimos 15 anos, afirma que a roupa curta e decotada não exerce a influência que imaginamos. “A gente espera ouvir que elas estavam usando roupas transparentes e provocantes. Mas não. Muitas vezes, nada estético chamava a atenção nessa mulher”, afirma. A psicóloga acredita que muitas vezes a mulher é alvo por causa da oportunidade, do ‘azar’ de estar ali, de ser a primeira que o estuprador viu. Outras vezes, simplesmente foi vista como mais fácil de estuprar, por algum critério subjetivo do agressor.

O caso dos "homens" do Rio de Janeiro que alugavam vans para cometer estupro mostra que não é sempre dessa forma que você esta colocando. Eles são mais fortes e podem fazer o que quiserem... E ainda em grupo... Como são superiores.

Homens em alguns lugares do continente africano estupravam por acharem que com isso estariam livres da Aids... Não vejo como isso era uma questão de satisfazer seus desejos, mas sim uma crença estúpida. Enfim, você não pode afirmar que o estupro só acontece com a conotação de "satisfação" sexual do homem, eles querem mostrar o poder que tem e veem a mulher como posse. Foi por isso que em um lugar, que não me recordo qual, eles estupraram e engravidaram freiras para mostrarem sua "força".


Esse pensamento não é ridiculo. Tudo que as pessoas tão dizendo é que mulheres que se vestem de forma sexual estão sendo inconsequentes. Sim é um problema de liberdade que temos aqui, mas pra começar liberdade nunca vai ser algo integral, liberdade nas sociedades sempre são condicionais, elas dependem de condições do meio em que elas estão. E vai ser assim para qualquer coisa. E o que estamos argumentando é que “me desculpe, num país conhecido pelas festas dos prazeres carnais(CARNAval), com mais de 50.000 homicidios por ano, duas guerras do Iraque por ano, uma taxa de crime extremamente alta em todas as classes sociais, sem falar na falta de disciplina moral do povo inteiro; se você sair na rua dando mole, você vai acabar sendo estuprada e a culpa é em parte sua sim por ser inconsequente, por desconsiderar as condições do meio em que você vive. Se a condição do local é chuva, você sai preparada para chuva, sair sem guarda-chuva não vai ajudar a chuva parar. E se a condição é alta taxa de crime, você sai previnida para o crime. Você não pode ignorar as condições locais e exigir que o mundo gire pela sua vontade. Você pode tentar mudar a condição que gera o quadro-problema, mas você não muda isso por ficar saindo sem guarda-chuva, você só vai ter um monte de gente molhada. Primeiro se diminui a alta taxa de crimes, porque é isso o principal atributo do quadro problema, não há cultura de estupro aqui, estupros existem em todas as culturas, das sociedades mais castas e morais a mais desleixadas e livres. A maioria dos homens e mulheres não são estupradores ou apoiam o ato só por dizer que mulher que sai com roupa curta “merece” ser estuprada. Eles estão dizendo que num país no estado que o Brasil está, sair assim é inconsequente.

E em lugar algum eu disse que é errado tentar ensinar as pessoas a agirem de outra forma, apenas que isso não resolve o problema, nem elimina a necessidade de ser cuidadoso quando sair na rua. Bandidos e estupradores vão existir em todas as sociedades, sempre. Por "educar" as pessoas você pode no máximo reduzir as taxas, mas não vai eliminar o problema e todas as suas consequências.

E aí vem o meu problema com tudo isso, não se "educa" as pessoas por ficar indignada e jogar a culpa em cima da sociedade inteira, é bem esse tipo de retórica feminista que cria inimizade entre homens e mulheres. Essa implicância de que a sociedade inteira é culpada e uma mulher nunca terá culpa, de que a maioria dos homens são todos estupradores ou apologistas por simplesmente achar que mulheres que vestem roupas curtas estão sendo inconsequentes. Para mudar esse pensamento cultural você necessita de uma exigência de fibra moral(heh, ironicamente, foram as feministas que ajudaram a destruir o pouco de fibra moral que ainda existia na sociedade nos últimos 50 anos), ainda mais se tratando de sexo que é um imperativo biológico, e não sair apontando dedos e jogando a culpa em cima de uma classe inteira, assim você só cria conflito desnecessário e inverdades.
Claro que é ridículo. Realmente é uma pena saber que vocês pensam dessa forma, não vai adiantar eu ficar debatendo sobre isso, mas falei para alguém que faria.

Quem tem o direito de dizer que a culpa é da vítima, mesmo que seja miníma? De onde vem esse pensamento nojento? Ok, estamos em um país que, aliás, em qualquer país,  em que você não deve dar "sorte ao azar"... Porém, isso não deve ser motivo para impedir alguém de usar as coisas que gosta para que caso aconteça o pior uma parcela de culpa seja contabilizada para a vítima. O único e verdadeiro culpado é sim o agressor. Não tem lógica que explique pessoas que acreditam que uma vítima deve ser considerada culpada também por não ter "tomado cuidado". Ela mesma já vai se sentir horrível sem precisar de outros seres a julgando.

Engano seu... Podem não dizer que ela merece, mas dizem que ela tem culpa... Não vejo a diferença disso, porque ao dizer que ela tem culpa, querem dizer que ela mereceu. Agora me diz, se continuar o mesmo tipo de pensamento a ser passado, o que vai mudar? Mulheres tendo que usar roupas como a burca para acharem a justificativa de que os olhos dela são a causa do estupro? As fiéis que eram da igreja daquele verme daquele pastor usavam roupas provocantes?

Acha mesmo que se a sociedade fosse consciente e as pessoas se respeitassem não resolveria o problema? O que falta é o amor ao próximo... Espero que entendam do que me refiro quando digo amor. E certo acontece em qualquer lugar, mas por que foram criados em uma sociedade machista. O mundo é um lugar assim e essa ideia perpetua de geração em geração. E pensei que fosse visível isso, mas pelo visto não é.

Isso não é questão de ser feminista, até porque não sou e acho que as que são radicais exageram em debater certos temas. Não vou negar da importância que algumas tiveram... Culpa-las por inimizades com os homens, não é algo correto, porque até homens que são conscientes sabem o que defender e as apoiam, quando estão debatendo algo que realmente deve ser levado em consideração.

Felizmente aqui em casa, sabemos reconhecer quem é a vítima e quem é o agressor... Não só em caso de estupros, mas em qualquer caso de violência seja contra mulher; homem; transexual; gays... Não importa, todos são seres humanos e se alguém comete algum crime contra esse ser, deve ser punido apenas o culpado e não a vítima, gerando mais danos para a pessoa.

Conflito desnecessário? Então se joga a sujeira para debaixo do tapete e fingimos que nada acontece? E por favor, me diga... Qual é a inverdade no fato de nossa sociedade ser sexista?

Isso mostra a diferença de danos, mas não da natureza do ato. Ambos são uma afronta à liberdade pessoal, ambos possuem mau carater por natureza, independente de sistemas legais, e ambos ocorrem por um egoísmo por parte do criminoso.
Diferença total dos danos do pós roubo/pós estupro, compara-los, ao meu ver, não tem lógica... Mesmo você apresentando os motivos para parecerem iguais a ação de um é muito pior que a do outro, em um roubo pode haver violência ou não... Em um estupro, sempre vai existir violência.


O que é um tanto hipócrita, porque eu nunca vi uma feminista dizendo tudo o que dizem pra nossa sociedade pra sociedade muçulmana, que essa sim, de fato faz tudo que elas dizem que a nossa faz (a conversa clássica de que homem são todos estrupadores e querem dominar as mulheres e etc).
 

Quem falou que não falam? Desculpa moça, você precisa ver mais debates delas. Repito que elas exageram em alguns pontos... Mas lutam pelos direitos femininos, só que... Tipo, uma mulher muçulmana disse, em uma entrevista que elas fizeram, que elas tinham pena das mulheres do ocidente que precisavam 'mostrar o corpo' para chamarem a atenção dos homens. O que para nós é isso, para elas nem sempre é, porque foram educadas dessa forma.

Agora claro, vou colocar mais uns links sobre casos de estupro só para colocar mesmo, porque pensamentos das pessoas daqui não irão mudar.

Em caso de estupro, a vítima será a culpada. Sempre, essa matéria trás como vítima uma menina de 14 anos que foi violentada por um ser inútil, como ela andava na rua às 23h teve comentários maravilhosos de como ela estava "pedindo", como ela "mereceu" ter sido violentada.

Isso me leva a outro ponto, as meninas pequenas que usam vestidinhos curtos "merecem" ser abusadas sexualmente? Elas estão "facilitando" para o lixo? Estão sendo "inconsequentes"? Por favor, se alguém responder que sim para qualquer uma dessas perguntas se joga da ponte viu. Escrevo sobre isso para ir para o próximo dado sobre estupros dessa matéria: STOP BLAMING THE VICTIM! PAREM DE CULPAR A VÍTIMA! Um dos dados mostra que no Brasil 50,7% das vítimas de estupro têm até 13 anos de idade.

E o que isso tem a ver? Estamos falando de mulheres que usam roupa curta merecerem ser estupradas, de terem culpa pelo ato da criatura tê-la violentado... Um trecho do que se encontra no texto:

Portanto, se você culpa a mulher por ser estuprada devido às roupas que ela usa, ou ao seu comportamento, moço, você é machista;  moça,  você é machista. E como tal, você colabora com a violência, você estimula a violência, você educará homens violentos e mulheres que reproduzem a violência, você também será responsável por estupros de crianças.
Essa palavra merecer chegou para questionar e provar como estamos em uma sociedade machista. Aqui se tem dados  sobre estupros: Estupro no Brasil: uma radiografia segundo os dados da Saúde (versão preliminar) . E fechando com o O DISCURSO QUE CULPA A VÍTIMA.

Só quero lembrar que temos que tomar cuidado com o discurso exercido na internet, não sabemos quem é nosso leitor e o pelo que ele passou. Alguém que já possa ter sido vítima de um escroto da sociedade pode ficar perturbada com algumas ideias dadas aqui. Cada um responde por sua opinião, peço desculpas se alguém se sentir ofendido com os comentários que apareceram e irão aparecer aqui porque são de pessoas que não conhecem a realidade em que vocês vivem. Caso você Etset se sinta mal de alguma forma, não deixe de mandar sua opinião sobre o que acontece aqui... Seja por meio de mp no fórum (para algum administrador) mesmo ou podem utilizar o FAQ como denúncia que tomaremos medidas cabíveis a situação.


:3

Família  ♥
Forever ♥
Magina =x
Talvez XD

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #29: 31 de Março, 2014, 09:44:00
  • Sess Feminino

  • Rurouni Sessshin
  • Profissional
0
0
Bom, sinceramente, eu não li seu texto Sak, até pq eu não gosto de dizer que a culpa do estupro é por causa da roupa da mulher, pois como o shunt disse, mulheres são estupradas lá pra queles lados da arabia e lá elas usam burcas e o diabo a quatro...
Agora me digam, qual a opinião dos senhores e das senhoritas, em respeito a ESSE SITE
AVISANDO QUE TEM CENAS FORTES NESSA MERDA DE SITE NÃO VEJA NO TRABALHO

Email:
antes de tudo....morra Visitante u.u
---
Ei novato, isso mesmo vc Visitante,
quando vc se cadastrou, leu as letrinhas miudas?
não? que pena >XD

---

Combinandinho =3
---
 

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #30: 31 de Março, 2014, 10:58:00
  • Vivi Feminino

  • Exception Girl - Nível 5
  • Aplicado
0
0
Sak, eu li quase tudo o que disse, mas li suficientemente as partes em que mais se destacaram.
A culpa pode não ser daquela mulher naquela ocasião de roupa curta, mas os fatos que antecederam a mente daquele homem. A mulher vem se auto-denigrindo a imagem ao longo dos anos, estão perdendo seu respeito, e continuam a agir assim, principalmente glorificando pagodeiros/funkeiros com músicas que desrespeitam as mulheres. Isto tudo facilitou para a mente masculina agir como animal afim de trepar com a primeira mulher na frente. Obvio que não necessariamente precisa da roupa, mas se tiver duas mulheres na rua que ele nunca viu, uma com vestidão que não detalha nada e uma com vestidinho curto e colado no corpo, desenhando suas belas formas, qual que ele vai escolher?
A mulher pode ir com sua roupa pra qualquer lugar, mas tem que se saber comportar por onde andas, respeitar inclusive as pessoas ao redor. Exemplo disso, é Geise Arruda com seu belo exemplo de ir à uma faculdade, instituição de ensino, com seu vestidinho, obvio que ela não merecia o bulling que ela sofreu, mas esta falta de comportamento revolta as pessoas e transforma uns homens em animais, que em vez de estudar, ficam tentando ver a calcinha da menina na escadaria ou sentando, desvia a real atenção que um aluno precisa, e homem que é homem não vai ignorar uma mulher com belo par de coxas sentando ao seu lado de roupa curta, e ai vem na mente, os desejos sexuais e o mais descontrolado poderia ser ele sequestrar ela na saida e levar a um terreno baldio estuprando-a e talvez matando para que ninguém soubesse, ou se arrependesse do ato.
Eu entendo o ponto de vista das mulheres na pesquisa, mas não concordo com a palavra "merecer".
Sobre o site Sess-chan, não to tão chocada, tem umas mulheres loucas aqui que quase imploram por isso. Existem as "mal comidas" que andam por ai com a roupas propositalmente curtas procurando que tal ato ocorra com elas.
Portanto, deve ser as mulheres em minoria, mas por conta delas estamos com nossa imagem queimada e ao andar na rua, estamos correndo risco de estupro constantemente.

Presente da minha linda amiga, Kasy *-*

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #31: 31 de Março, 2014, 11:33:00
  • Sess Feminino

  • Rurouni Sessshin
  • Profissional
0
0
Kiki...que video? eu coloquei um site, que diz que o estupro deveria ser legalizado...não tem nada haver com um video '-'
Email:
antes de tudo....morra Visitante u.u
---
Ei novato, isso mesmo vc Visitante,
quando vc se cadastrou, leu as letrinhas miudas?
não? que pena >XD

---

Combinandinho =3
---
 

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #32: 31 de Março, 2014, 12:42:00
  • Vivi Feminino

  • Exception Girl - Nível 5
  • Aplicado
0
0
Sess-chan, perdão, é site e não video. É q eu tava vendo video e na minha casa pensei site, mas não foi o que transcrevi xD

Presente da minha linda amiga, Kasy *-*

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #33: 31 de Março, 2014, 12:50:00
0
0
Olha Kiki é uma pena que você tenha lido só partes em destaque e não tenha visto os dados. Respondendo a sua pergunta ele vai atacar a que ele sentir mais "atração" independente da roupa. Porque simplesmente ela não importa, mas se quer continuar com esse pensamento pequeno, que seja. Logo o que vai ser desculpa para estupros e para culpar as vítimas vai ser os olhos.

Essa coisa nojenta de "mal comida" (eu sei... As vezes uso isso com professores problemáticos, mas ta errado), só mostra o quanto você é machista, já que não gostou de ser chamada de sexista. O que me lembra então que moças que ficam falando coisas pervertidas na internet e fora dela merecem ser estupradas porque estão dando mole... Será essa a sua lógica?

Agora, eu volto a dizer que não negativei ninguém... Mas quem negativou o Shunt, tem sérios problemas. O que ele falou demais?

E não existe essa de não concordar com o termo merecer, como disse, quem acha que a culpa é da mulher, realmente acha que ela merece por estar usando roupa curta, já que ela tem culpa de chamar a atenção do homem... Ele não é um animal racional?

Vai surgir ideias babacas como o do site que a Sess postou, começando só com o artigo dessa criatura:

Quem for contra um artigo desse, esta indo contra a vontade do povo http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2014/03/27/maioria-diz-que-mulher-com-roupa-curta-merece-ser-atacada-aponta-pesquisa.htm Somos a maioria que pensa dessa forma, que já esta cansado de toda hipocrisia de gorda vagabunda que ninguém quer comer.
É nisso que esse pensamento medíocre vai levar. E fechando com uma imagem que a Sess passou:



:3

Família  ♥
Forever ♥
Magina =x
Talvez XD

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #34: 31 de Março, 2014, 13:22:00
  • Sess Feminino

  • Rurouni Sessshin
  • Profissional
0
0
Aos que ficarem curiosos com o site (que foi retirado do ar, graças ao bom deus ou deuses, nom sei a religião de cada um), ele falava que o ato de estuprar uma mulher deveria ser legalizado, pois as mulheres são seres nojentos e que merecem ser estupradas e hostilizadas e até mortas, pelo simples fato de respirarem
Email:
antes de tudo....morra Visitante u.u
---
Ei novato, isso mesmo vc Visitante,
quando vc se cadastrou, leu as letrinhas miudas?
não? que pena >XD

---

Combinandinho =3
---
 

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #35: 31 de Março, 2014, 13:32:00
  • Vivi Feminino

  • Exception Girl - Nível 5
  • Aplicado
0
0
Sak, não me importo se me chamam de sexista, machista ou sei la o q mais, já estou acostumada com isso, eu não gosto de ser considera uma coisa que não sou. Os termos que uso são completamente normais aqui onde moro, coisas que todos conversam nas idades de aborrecentes e demais idades.
Em nenhum momento aqui foi pontuado a questão de mulher que posta coisas pervertidas na internet, só estamos falando de roupa, aliás falei disso o tempo todo. Então é obvio que postar na internet não induz a isso, até pq pra levar a isto, o homem tem q ser mais inteligente, pesquisar sobre ela, onde mora, onde anda e tal, coisa que é muito dificil pra estuprador, poucos são os que tem capacidade pra isso, mas que ja vimos virar noticia hoje em dia sobre os homens que marcam encontro e tal.
Uma coisa é estar na rua, na realidade, outra é na internet, não posso fazer comparativos pq a balança é desigual.
Sakuragome, lhe digo, minha VIDA TODA, deixar claro isso, 99% tive amizades masculinas, e fiz questão que todos me contassem suas vidas, opiniões, suas ficantes e obvio com todo sigilo que uma amizade merece. Posso lhes dizer, que para homem sentir atração a mulher tem q ser "gostosa", é a visão deles. Homens que sentem atração por uma mulher que não é bonita, isso se chama "amor" ou "paixão".
Atração vem de carne, carne aos homens depende do que ele mais gosta de ver, o que reflete em "olhos", e o que os olhos querem ver são "formas" e estas formas quanto mais visiveis melhor.
Claro que não posso comparar as atitudes dos homens brasileiros com os do exterior, mas posso lhe garantir que os homens brasileiros gostam de "ver" a coisa, e charge que vc postou é TOTAL reflexão da realidade, e em outros casos, ela levaria uma passada de mão na bunda, como muitas vezes já fizeram comigo em show pq estava com calça jeans, stress.

Presente da minha linda amiga, Kasy *-*

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #36: 1 de Abril, 2014, 07:37:00
0
0
Bom, sem paciência pra ler todo tópico ainda mais tendo me ausentado do fórum por uma semana, mas li os argumentos de todos por cima e eu meio que concordo em partes com as motivações de cada pessoa.
Em resumo, eu jamais diria que a vítima é culpada de qualquer crime independente da roupa que usa, não é justo que socialmente se pense que a vítima provocou isso.
Já fui assaltado mais de uma vez, é uma péssima comparação, mas usando o exemplo, e sei o quanto é horrível sofrer uma violência, e eu também por minhas razões também tenho medo de estupro.
Por outro lado, eu não posso negar que certamente em mentes masculinas doentias regadas a testosterona, ver uma mulher com roupas que sejam consideradas aos seus olhos provocantes, somado ao fato de que eu concordo com a Kikichan que as mulheres com o funk e o escambau andaram denegrindo sua imagem, dá na cabeça do doente infeliz a impressão de que a vítima "pediu" pra isso. Still, nada muda que qualquer mulher vestida de qualquer forma pode estar sujeita a esse crime.
Mas não consigo deixar de pensar que talvez não se "resguardar" e andar com roupas mais "provocantes" pode mais facilmente induzir ao crime da mesma forma da comparação infeliz da pessoa com o dinheiro à mostra.
Sorry, mas não me acho machista por isso. E também pela razão acima de qualquer coisa eu jamais culparia a vítima, apenas estava mencionando a questão de talvez prevenir mais o crime (o que ressaltando, pode acontecer de qualquer forma, com qualquer roupa, assim como um assalto, e sim, eu vi o vídeo Sak).

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #37: 1 de Abril, 2014, 08:19:00
0
0
Rá, ao menos sei que pelo menos um vai ser os meus posts dessa vez 8D

E eu ainda acabei de descobrir que o fórum tem limite de texto! A mensagem chegou no limite, vou dividir em duas xD

Spoiler
Isso é utopia pura. A vítima NUNCA tem culpa? NUNCA mesmo? Zero, zero, zero?  Isso já tá ficando utópico demais! A idéia de nunca falar da culpa da vítima serve para protegê-la de mais danos emocionais e não dar brecha para o criminoso inventar desculpa, mas isto não significa que as ações dela nunca vão ter contribuído para o acontecimento do evento. Isso sim é ridículo, é utópico e logicamente impossível.

Se um ricaço pega uma ferrari e sai desfilando no meio de um morro de favela você realmente acha que ele não tem culpa, que ele não facilitou o fato de ter tomado um tiro na cabeça? Ele está sendo completamente irresponsável e inconsequente! Se uma mulher transforma a vida de um homem no inferno, a pior megera ingrata que você conheceu na vida, e num ataque de raiva ele resolve humilhar ela por meio de um estupro, a mulher tem 0% de contribuição a existência do evento? Foi tudo causado 100% pelo homem sem a mulher contribuir em NADA pela situação que leva a um estupro? Ela é uma vítima tão inocente e irrelevante quanto aquela que foi atacada no caminho de volta pra casa por um estranho? Pelo amor de deus, querer sempre remover 100% da culpa de um evento que sempre involve duas pessoas, mesmo quando é um evento que involve falta de consentimento, é maluquice pura.

Não “merecer” de fato ninguém merece, ninguém merece ser estuprado, assaltado ou morto, eu digo isso desde o primeiro post, e não importa a justificativa do criminoso ele SEMPRE vai estar errado e a vítima sempre vai ser vitima. Mas quando essas coisas acontecem dizer que a vítima NUNCA vai ter parcela culpa, uma parcela de contribuição, de facilitação, de erro, é viver num mundo alcochoado cor de rosa onde ninguém é responsável pelas merdas que acontecem consigo, é tudo culpa dos pais, do estado, da sociedade, mas nunca do coitadinho do individuo.

Spoiler
Os comentários mostram um impasse, mas não uma concordância com a pesquisa. A pesquisa é cara de pau, você pode notar que todos nós que estamos defendendo parte dos dados que a pesquisa mostra JAMAIS dizemos que uma mulher MERECE ser estuprada. Eu, a Kiki, o Lord a Sess, nenhum de nós dissemos que exista alguma situação em que um mulher “mereça” ser estuprada, no entanto é isso que essa pesquisa está dizendo que nós “concordamos”. A pesquisa só serve no máximo pra começar o tópico, mas o valor informativo dela é zero porque ela distorce completamente o discurso.

Spoiler
Você acha mesmo que um estuprador vai ter a mesma resposta sexual olhando para uma mulher gorda de 40 anos em roupa de crente do que olhando para um menina de 17 com babylook e mini-saia até a metade da coxa? Acha mesmo que o ímpeto sexual dele vai ser o mesmo para as duas, e os estimulos sexuais de nada vão mudar o desejo dele de fazer sexo?

É isso que a maior quantidade de prazer pelo menor esforço quer dizer. Invez de “perder tempo” tentando conquistar ou seduzir a mulher, ele quer sexo aqui e agora e não tem paciência ou respeito para chegar no pote de biscoito por vias normais, por que ele quer agora e para ele é mais fácil se aproveitar da sua superioridade física do que passar meses esperando e tentando para ter chance não conseguir nada. O caso do Rio de Janeiro só comprova o que eu disse, eles querem sexo fácil e eles querem agora, e fica muito mais fácil subjulgar e prender uma mulher quando você está em grupo. Prazer pelo menor esforço.

E eu não afirmei que o estupro só acontece por satisfação do homem. Não coloque palavras na minha boca, eu disse que ele ocorre PRIMARIAMENTE, em primeira instancia, em principio, pelo conforto que ele dá ao estuprador. O conforto sexual e o afago ao seu ego, e não só como ferramenta de terror para atomentar a mulher. Um estuprador não vê uma vítima e pensa “ah, vamos lá torturar aquela mulher” se ela pensasse somente dessa forma o estupro seria só uma ferramenta dentre das outras várias formas de torturas. Ele pensa em estupro, ele pensa em sexo porque ele gosta de fazer sexo! O caras na africa não inventaram que estuprar impedia AIDS como método de vacina, eles inventaram um desculpa pra justificar seus atos que ocorrem por causa de seus desejos. Ele não tá pensando “puxa vida, não quero estuprar ninguém mas não quero pegar AIDS...”. Ele tá afim de trepar e inventa uma desculpa escrota pra fazer isso, ainda gira em torno do desejo dele.

E de novo, também não estou dizendo que você necessita estar usando roupas curtas para ser estuprada, há sim estupros por vingança, estupros de terror, estupros que ocorrerm simplesmente porque era oportuno demais pro estuprador. De novo, há um elemento de humilhação no estupro mas não é sempre que ele vai ser o elemento principal, esse elemento de humilhação existe em qualquer tipo de disputa em maior ou menor grau. E no sexo esse elemento só fica mais forte pela própria natureza do ato sexual e não só porque homem é homem e mulher é mulher. O próprio ato sexual quase sempre tem um aspecto dominante por parte daquele que penetra (exceto em fetiches muito específicos), por isso muitas feministas chegam a afirmar que até mesmo o sexo consentido entre marido e mulher pode ser considerado violência pelo aspecto dominante de quem penetra e o aspecto submisso de quem recebe. Aspectos que são naturalmente, instintivamente, subconscientemente uma relação de dominante e dominado. E sim, há estupros que ocorrem por humilhação como, supresa, homens heteros estuprando homens. Não interessa se é homem ou mulher, quem está sendo penetrado, principalmente contra sua vontade, sempre vai se sentir subjulgado e humilhado. E é um dos motivos do porque a maioria dos estupradores são homens e mulheres são só uma parcela mínima dessa população. Mulheres não tem as ferramentas naturais para penetrar e todo o aspecto humilhante do ato fica na falta de consentimento da vítima, a subjulgação pela força e penetração por objetos, e pode ter certeza para muitos homens o fato de que foram subjulgados por uma mulher vai ser o elemento mais ultrajante de todos.

Mas esse elemento não é necessariamente o principio do ato, esse elemento sempre vai estar lá até independente de ser o foco ou não. O que estamos dizendo é que ao usar roupas mais curtas você vai dar um estímulo sexual muito mais forte aos homens o que inclui aqueles homens que não conseguem controlar seus impetos sexuais, estupradores. Isso não discrimina nem ameniza a penitência do estuprador, é só a descrição de um fato. Se você não quer se molhar, pegue um guarda-chuva e se não quer ser estuprada  evite situações que facilitam o estupro, o que significa uma gama de coisas, incluindo o cuidado com suas roupas. A “grande” psicóloga que você mostrou aí acaba até concordando com isso
“A psicóloga acredita que muitas vezes a mulher é alvo por causa da oportunidade, do ‘azar’ de estar ali, de ser a primeira que o estuprador viu. Outras vezes, simplesmente foi vista como mais fácil de estuprar, por algum critério subjetivo do agressor.”
Que critério “subjetivo” você acha que é esse? Quantos gatos pretos cruzaram a rua? Uma mulher com roupas mais curtas vai parecer muito mais fácil de estuprar do que uma mulher bem coberta justamente porque ele não consegue realmente julgar o estado da mulher quando ele não consegue ver o corpo dela e ele vai obviamente sentir muito mais desejo de estuprar e ignorar todos os atributos que dificultam o estupro se o impeto sexual dele estiver muito grande, impeto engrandecido pelos estímulos sexuais. De novo, antes que vocês coloquem palavras na minha boca, NÃO ESTOU DIZENDO QUE O CRITÉRIO SUBJETIVO SEMPRE VAI SER A ROUPA estou dizendo que ele pode muito bem ser a roupa.

Spoiler
Aqueles que estão procurando acontar com a verdade e achar todos os elementos possíveis que podem gerar um ato de forma fria e calculista, independente de reações emocionais, pois é assim que se descobre uma verdade, não por ficar indiginado e emotivo.

Spoiler
Isso já fica complicado porque é uma questão de medida, e é bastante subjetivo. Não é porque pode haver estupradores que você vai usar uma burqa, mesmo porque o estimulo sexual é só um dentre os vários atributos que situacionam um estupro. Mas isso não elimina a parcela de culpa que pode ocorrer pela inconsequência da vítima.

“Engano seu... Podem não dizer que ela merece, mas dizem que ela tem culpa... Não vejo a diferença disso, porque ao dizer que ela tem culpa, querem dizer que ela mereceu. Agora me diz, se continuar o mesmo tipo de pensamento a ser passado, o que vai mudar? Mulheres tendo que usar roupas como a burca para acharem a justificativa de que os olhos dela são a causa do estupro? As fiéis que eram da igreja daquele verme daquele pastor usavam roupas provocantes?”
Merecer e culpa não são sinônimos! Quando alguém merece alguma coisa significa que determinada pessoa deve de receber em mérito por uma ação anterior, e essa alguma coisa pode ser tanto positiva quando negativa. Quando alguém tem culpa de alguma coisa significa que algo X existiu pelas ações daquela pessoa, e esse algo X sempre é um elemento negativo. Temos uma diferença semântica enorme aqui quando se inclui o conceito de “dever”. Um sempre liga uma ação passada a uma ação futura, outro liga uma ação passada a um estado que pode tanto ser presente quanto passado.

Eu não estou dizendo que pela vítima ter parte da culpa do que aconteceu isso ameniza o estuprador, “coitadinho é só um invididuo machucado pelas mulheres e pela sociedade”, ninguém está argumentando isso. Quase toda culpa é dele, e toda a penitência vai para ele e todas as indenizações e amparo para vítima pois a vitima não mereceu isto, ela não faz nada em mérito pelo estupro porque ninguém pode merecer um estupro, mas que ela pode ter culpa na existência do estupro, que ações dela, outraora não tivessem ocorrido, o estupro poderia não ter acontecido pois não iria instigar o estuprador, isso já implica em possibilidade de responsabilidade e portanto, culpa. De novo, não por autoria mas inconsequência.

“Acha mesmo que se a sociedade fosse consciente e as pessoas se respeitassem não resolveria o problema? O que falta é o amor ao próximo... Espero que entendam do que me refiro quando digo amor. E certo acontece em qualquer lugar, mas por que foram criados em uma sociedade machista. O mundo é um lugar assim e essa ideia perpetua de geração em geração. E pensei que fosse visível isso, mas pelo visto não é.”
Não, mesmo sendo a sociedade mais feminista do mundo, isso ainda vai acontecer. Homens ainda vão ter um instinto sexual muito forte, o aspecto penetrativo ainda vai ser degradante pra quem recebe, e desvios para essa mentalidade, a mentalidade do estuprador ainda irão ocorrer pois nenhuma cultura é hegêmonica e absoluta. É natural que numa sociedade existam muitas pessoas que vão contra a cultura dominante seja ela qual for e isso vai acontecer de novo cedo ou tarde. Com a cultura você pode amenizar a ocorrência para números quase imperceptiveis, mas nunca vai ser um sistema totalmente puro, ele ainda vai ocorrer.

E falando pessoalmente, eu não acho que só enforçar o amor ao próximo é o suficiente, não no caso do Brasil. O brasileiro tem uma disciplina extramente baixa, baixa mesmo, é um povo despreocupado, desleixado e primitivo, eles preferem seguir seus instintos, seus sentimentos imediatos do que se prender a uma regra lógica. E isso para tudo, não só no caso do estupro. Sempre levando as coisas de leve, tudo na brincadeira, tudo sem pensar direito, tudo com respostas imediatas e sem medidas, tudo pelo calor do momento. E a disciplina moral também é assim. Mesmo que você consiga difundir a idéia do amor ao próximo no Brasil a disciplina é tão baixa que a taxa de desvios ainda vai ser muito alta. Você precisa de algo mais, você precisa instigar o amor ao próximo e instigar a fibra moral, a disciplina moral, a resistência de aguentar dor em pról de conceitos invisiveis e muitas vezes impalpaveis. E como reenforçar a fibra moral? Isso é uma questão extremamente complicada e nunca vai ter uma resposta que satisfaça a todos porque é um problema emotivo. A religião é a forma mais rápida de fortalecer a fibra moral numa sociedade mas religião está mais fraca do que nunca pelas várias críticas e ataques políticos à instituição. De resto só sobra a alta cultura, mas pra alta cultura se impregnar tão fundo na cultura popular é um processo de mais de 40 anos de esforço e apreciação coletiva.


“Isso não é questão de ser feminista, até porque não sou e acho que as que são radicais exageram em debater certos temas. Não vou negar da importância que algumas tiveram... Culpa-las por inimizades com os homens, não é algo correto, porque até homens que são conscientes sabem o que defender e as apoiam, quando estão debatendo algo que realmente deve ser levado em consideração.”
Não estou dizendo que você é feminista, pelo seus comentários em outros tópicos eu sei que você não é, mas essa discussão está numa retórica feminista e pra mim isso é errado. E acho que devemos culpa-las pelo nivel de inimizade que temos hoje sim, os danos que elas causaram são tremendos, absurdos, algo que ameaça a própria existência da sociedade como conhecemos, elas não instigaram só birrinhas. E tudo em troca de que? De alguns bons direitos adiantados, que acabariam chegando de um jeito ou de outro sem ter que minar toda a confiança entre homens e mulheres. E pior de tudo, elas ainda continuam a causar danos em prol de maluquices, é um movimento que teve pouca razão para existir e possui muito mais razão para NÃO existir agora.

“Felizmente aqui em casa, sabemos reconhecer quem é a vítima e quem é o agressor... Não só em caso de estupros, mas em qualquer caso de violência seja contra mulher; homem; transexual; gays... Não importa, todos são seres humanos e se alguém comete algum crime contra esse ser, deve ser punido apenas o culpado e não a vítima, gerando mais danos para a pessoa.

Conflito desnecessário? Então se joga a sujeira para debaixo do tapete e fingimos que nada acontece? E por favor, me diga... Qual é a inverdade no fato de nossa sociedade ser sexista?”
Quem é a vítima e quem é o agressor, quem deve ser indenizado e quem deve ser punido é fácil de ver, agora o dificil é ver quais foram todos os elementos que causam a agressão, porque que isso aconteceu e como usar o bom senso e a boa medida pra impedir que aconteça novamente.

Culpar a sociedade inteira e todos os homens por algo que a maioria não aprova (estupro), não têm a maior parte de culpa (não são estupradores) e ainda criar mais inimizade entre homens e mulheres(a culpa é toda sua, você são todos apologistas, cúmplices e criadores do maníaco do parque e o desrespeito que os homens tem pelas mulheres é tudo culpa dos homens machistas e não tem nada a ver com o comportamento feminino)? Sim, pra mim é desnecessário, existem formas muito melhores, mais precisas, de consertar esse problema e muitos outros ao mesmo tempo.

Toda sociedade vai ser sexista, até uma sociedade feminista é sexista e não há como ter um equilibrio perfeito para se atingir essa sociedade imparcial utópica. Feministas estão erradas, mulheres e homens não são iguais, igualidade integral é impossível numa relação primordial de diferenças. O que tem que se medir não é uma quantidade de igualdade mas uma quantidade de felicidade por todas as partes envolvidas e nem sempre mais igualdade vai trazer mais felicidade. Homens não devem respeitar mulheres somente porque ela é um ser humano igual a eles, se for só por isso eles ainda vão tratá-las de forma rude, agressiva e desmedida porque é assim que eles tratam todos os homens igual a eles. Eles ainda vão defender sua honra por meio do combate e do sangue, porque é assim que eles tratam os outros homens, só que não é assim que as mulheres se tratam. Eles também devem respeitar as mulheres porque elas são mulheres, porque elas tem um valor intriseco por ser mulher e não somente por ser um ser humano. Mas surpresa, exigir isso dos homens é muito sexista para as feministas.

“Diferença total dos danos do pós roubo/pós estupro, compara-los, ao meu ver, não tem lógica... Mesmo você apresentando os motivos para parecerem iguais a ação de um é muito pior que a do outro, em um roubo pode haver violência ou não... Em um estupro, sempre vai existir violência.“
A lógica é que só faz sentido comparar danos quando se está falando de penitências e indenizações, porque aí você tem uma relação escalar. Maior o dano, mais severa a penitência. Agora, os elementos que transformam determinada ação num crime e não numa ação legal é o que interessa porque é aqui que está a essência do ato, e não as respostas emocionais e subjetivas dele.

E como que um roubo pode não haver violência? Sempre se viola a liberdade e propriedade de outrem para acontecer um roubo. Se está falando de violência física um estupro pode muito bem ocorrer sem violência física alguma, por chantagem pura ou drogas. Nesses dois casos há uma possibilidade de violência que pode não ter acontecido, e ainda assim é um estupro porque não tem consentimento e viola a integridade corporal do individuo da mesma forma que um roubo viola os limites proprietários de um objeto (conceito de propriedade que também é válido para seu corpo diga-se de passagem)..

A única diferença grande essencial entre um assalto e um estupro é que um roubo é sempre um dano material, o que implica uma diferença de danos e portanto uma diferença tremenda de indenização e penitência. Você pode até argumentar que estupro não tem uma diferença escalar porque o dano jamais pode ser ressarcido, não importa o tamanho da penitência e da indenização, mas convenhamos isso já é subjetivo demais e vai variar de caso para caso. Um roubo também pode causar danos que jamais poderiam ser recuperados, objetos que não tem como ser emocionalmente substituídos para a vítima, isso não é motivo pra dizer que a vítima não possa ter sido descuidada e inconsequente quando o roubo ocorreu. Todo estupro vai ser uma experiência muito mais danosa que um assalto, mas não significa que é insuperável.

“Quem falou que não falam? Desculpa moça, você precisa ver mais debates delas. Repito que elas exageram em alguns pontos... Mas lutam pelos direitos femininos, só que... Tipo, uma mulher muçulmana disse, em uma entrevista que elas fizeram, que elas tinham pena das mulheres do ocidente que precisavam 'mostrar o corpo' para chamarem a atenção dos homens. O que para nós é isso, para elas nem sempre é, porque foram educadas dessa forma.”
E o que estou querendo dizer é que o feminismo ocidental nunca fala dos problemas muçulmanos, pode até falar, mas jamais é o foco, o que é hipócrita quando elas dizem que lutam pela liberdade de todas as mulheres mas não lutam por aquelas que mais necessitam de liberdade. Mesmo a grande mídia evita falar das atrocidades que ocorrem por lá por interesse político e ecônomico (as vezes por puro medo de retaliação também).

E ainda assim elas não falam. Me perdoe “moça”, mas a retórica feminista muçulmana é muito, mas muuuuuuito menos agressiva, desmedida e louca que o feminismo ocidental. É muito menos ácido, muitas vezes até mesmo complacente e oposto ao feminismo ocidental. E um dos principais motivos disso é primeiro o respeito que as mulheres feministas tem pela religião muçulmana que é a maior fonte de machismo daquela cultura e segundo porque lá o bicho pega. Se elas tirarem as roupas elas não vão só receber um olhar de desprezo e uma alfinetada das autoridades. Elas vão ser torturadas fisicamente e passar por uma morte extremamente agonizante, justamente por culpa da religião machista que eles tem lá. (por isso que é só tirar essa ameaça muçulmana que mesmo as feministas árabes começam a ficar loucas e saem tirando a roupa por aí sim! Isso é um caso que aconteceu em março desse ano na frança http://www.nydailynews.com/news/international-women-day-2014-gallery-1.1715130 . Porque na frança? porque lá ela pode fazer esses protestos sem ser decapitada). As feministas ocidentais não enfrentam isso, elas podem enfiar uma cruz no anus como protesto e tudo que elas recebem é um desprezo social pelos crentes, e diferente do feminismo muçulmano que reconhece a diferença entre homens e mulheres o feminismo ocidental não só não reconhece como não mede esforços em atacar nada. Simplesmente nada. Cristianismo tem elementos machistas? Vai a igreja toda pra baixo. Cavalheirismo tem elementos machistas? Vai o cavalheirismo inteiro pro saco. O movimento feminista islâmico é o movimento de uma classe lutando pela sua dignidade como ser humano, o movimento feminista ocidental já se tornou um movimento destruidor e maníaco, privelegiando classes em egoísmo cego e puro.

Me perdoe ser arrogante aqui mas eu conheço a sociedade muçulmana muito mais de perto do que vocês parecem conhecer. Você vai poder verificar isso uns paragrafos abaixo se tiver saco de ler. Eu conheço bastante da história deles e do nivel das coisas por lá, porque meu marido tem interesse político nessas coisas e eu acabo pegando parte disso e posso dizer com certeza, que o feminismo muçulmano é completamente distinto, outro movimento, do feminismo ocidental.

Agora claro, vou colocar mais uns links sobre casos de estupro só para colocar mesmo, porque pensamentos das pessoas daqui não irão mudar.

Em caso de estupro, a vítima será a culpada. Sempre, essa matéria trás como vítima uma menina de 14 anos que foi violentada por um ser inútil, como ela andava na rua às 23h teve comentários maravilhosos de como ela estava "pedindo", como ela "mereceu" ter sido violentada.”

Isso me leva a outro ponto, as meninas pequenas que usam vestidinhos curtos "merecem" ser abusadas sexualmente? Elas estão "facilitando" para o lixo? Estão sendo "inconsequentes"? Por favor, se alguém responder que sim para qualquer uma dessas perguntas se joga da ponte viu. Escrevo sobre isso para ir para o próximo dado sobre estupros dessa matéria: STOP BLAMING THE VICTIM! PAREM DE CULPAR A VÍTIMA! Um dos dados mostra que no Brasil 50,7% das vítimas de estupro têm até 13 anos de idade.”
Todas palavras mal usadas. Analisando a cultura que eu vejo no brasileiro no dia a dia, o sentido foi que ela foi inconsequente sim. A questão é que num caso desses, uma garota de 14 anos ainda é menor de idade, ainda é irresponsável por si mesma e a inconsequencia faz parte da natureza dessa faixa etária, e por isso ela está completamente livre de culpa, o mesmo vale para crianças, a inconsequeência e o a possibilidade do mínimo de culpa é transferida para os responsáveis justamente porque as crianças não tem responsabilidade sobre seus atos. Sem contar que no caso de crianças as roupas curtas não vão resultar num apelo sexual majoritário.

Quanto aos dados, de novo, deve se olhar os dados pela pesquisa. Abaixo de 13 ou 14 anos todo, simplesmente toda relação sexual entre alguém com mais de 5 anos de diferença e menor de 14 anos de idade vai ser considerado como estupro pois ainda está abaixo da idade de de consentimento e sedução. Então mesmo que tenha sido o próprio menor a iniciar o ato sexual para a lei vai ser irrelevante, ainda vai ser tratado como estupro e é daí que vem esses dados.

“E o que isso tem a ver? Estamos falando de mulheres que usam roupa curta merecerem ser estupradas, de terem culpa pelo ato da criatura tê-la violentado... Um trecho do que se encontra no texto:

Portanto, se você culpa a mulher por ser estuprada devido às roupas que ela usa, ou ao seu comportamento, moço, você é machista;  moça,  você é machista. E como tal, você colabora com a violência, você estimula a violência, você educará homens violentos e mulheres que reproduzem a violência, você também será responsável por estupros de crianças.

Essa palavra merecer chegou para questionar e provar como estamos em uma sociedade machista. Aqui se tem dados  sobre estupros: Estupro no Brasil: uma radiografia segundo os dados da Saúde (versão preliminar) . E fechando com o O DISCURSO QUE CULPA A VÍTIMA.”
Pra mim essa palavra “merecer” mostra que as mulheres, qualquer um na verdade, deve tentar se proteger de situações ruins, e feministas estão usando uma distorção de discurso para dar um sentimento de culpa a uma classe inteira, como elas sempre fazem.

“Só quero lembrar que temos que tomar cuidado com o discurso exercido na internet, não sabemos quem é nosso leitor e o pelo que ele passou. Alguém que já possa ter sido vítima de um escroto da sociedade pode ficar perturbada com algumas ideias dadas aqui. Cada um responde por sua opinião, peço desculpas se alguém se sentir ofendido com os comentários que apareceram e irão aparecer aqui porque são de pessoas que não conhecem a realidade em que vocês vivem. Caso você Convidado se sinta mal de alguma forma, não deixe de mandar sua opinião sobre o que acontece aqui... Seja por meio de mp no fórum (para algum administrador) mesmo ou podem utilizar o FAQ como denúncia que tomaremos medidas cabíveis a situação.“
Já que estamos tentando colocar contexto pra evitar ofensa vou falar de uma experiência pessoal então, irrelevante pra discussão mas tá aí.

Nunca fui estuprada, mas já cheguei muito perto muitas vezes e não tenho o mínimo de vergonha de falar disso. Quando eu estava crescendo, dos 10 aos meus 15 anos, eu tinha um tio que “brincava” comigo. E quando digo brincava não quero dizer que ele me enganava ou seduzia, ele usava as brincadeiras para me apalpar e parecer para quem tivesse observando que ele tava só me enchendo de brincadeirinha. Ele sabia que eu não gostava, eu gritava e me esperniava com toda minha força e dizia para ele que não gostava, eu batia nele quando ele me agarrava e mordia pra machucar, pra sair sangue e me livrar dele o mais rápido possível. E foi isso que me salvou todas as vezes, eu sempre fui magrela, com cotovelos bem pontudos e dentes bem afiados e conseguia machucar até ele desistir por não conseguir fingir que era brincadeira mais. Mas isso não impedia ele de continuar tentando. E também passei pela descrença de quem estava ao meu redor, mesmo falando sobre tudo isso com as minhas tias e minha mãe elas diziam que eu só tava imaginando coisa e ele só tava brincando, e elas ainda hoje pensam isso porque ele de fato sempre foi brincalhão, com tudo mundo e ainda é. Como eu não tinha ninguém para me proteger e só dependia de mim mesma eu comecei a evitar todo tipo de circunstância que desse brecha para ele tentar fazer alguma coisa. Sempre vestia roupas simples, sempre ficava perto de alguém já planejando o que fazer se algo acontecesse. Assim eu consegui diminuir bastante as tentativas dele e das vezes que tentou consegui me safar. O mais perto que ele chegou foi me penetrar com os dedos a força, mas não romper o hímen e fui salva pela minha tia chegando em casa. Tudo parou quando eu comecei namorar nos meus 15 anos com o meu atual marido que sempre foi um homem implacável e misterioso, a minha familia inteira se borrou toda de medo dele. Gerou um monte de briga, mas de novo, eu digo que ele é implacável por um motivo, porque ele jamais perdeu um conflito, e ele não media esforços pra lutar por mim, ele fez os meus tios ficarem todos acanhados e já fez minha mãe cair aos prantos algumas vezes. A única que teve coragem em contestar ele foi uma tia megera maluca (irmã desse tio estuprador) e ela acabou como todos os outros, quebrou o cu e ficou completamente impotente quando enfrentou ele cara a cara. Hoje ninguém da familia, tirando minha mãe que começou a compreender meu marido, fala comigo por causa dele. E o meu tio parou de tentar mexer comigo quando ele viu o poder do meu marido, ele se cagou e nunca mais mexeu comigo.Tirando isso, não aconteceu mais nada próximo de um estupro, mesmo porque sempre tomei cuidado em evitar qualquer situação que desse chances disso acontecer enquanto saia sozinha, e meu marido é um grande cavalheiro (as vezes até demais) e sempre me protege em todas as situações. Durante os anos em que esses absusos aconteciam eu ficava bem incomodada e fiquei por uns anos após ter parado também. Hoje, não dou mais a mínima e sequer tenho ressentimento algum com meu tio, não me incomodo em delatar ele porque ia dar muito trabalho vir com uma prova concreta a essa altura. Nunca cheguei a realmente ser estuprada mas depois de ter passado por isso durante 5 anos posso dizer que tenho sim algum contato íntimo com violação sexual e francamente se quer saber minha opinião eu acho que muitas mulheres exageram os danos de um estupro. Se eu fosse estuprada hoje, sim ia chorar um monte e ficar pê da vida, querendo ver o estuprador ardendo no mais fundo poço do inferno  enquanto tem a cabeça devorada infinitamente pelo próprio diabo e acho que isso ainda não ia me satisfazer. Mas desenvolver depressão crônica e querer me matar, ou nunca mais tocar no assunto? Hum, já é exagero pra mim. Vou respeitar uma pessoa que foi estuprada pra não mexer nas feridas dela, mas só se eu tiver falando com ela diretamente, se não for uma relação pessoal que venham as duras verdades.

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #38: 1 de Abril, 2014, 08:20:00
0
0

Alguém com uma ideia boa [insira emoticon de olhinhos brilhando aqui], estava horrorizada com os pensamentos aqui. Bom, com relação aos países árabes, do jeito que as pessoas aqui estão respondendo as coisas, logo chegaremos muito perto do que eles pensam.

Lá a mulher usa burca... Sabe qual a justificativa para culpar a mulher? Simples, os olhos. É... A unica parte que ela "mostra" é a justificativa para ela ser estuprada e claro, a culpa é dela. Com esse discurso sexista que estou lendo aqui, em comentários da matéria em outros lugares e essa mentalidade pequena... Logo vão dizer que esse é o motivo da vítima ter culpa, porque querem ditar como alguém tem que se vestir para não ser culpada pelo estupro. Que coisa nojenta isso meu.

Exato. Por que homem pode andar sem camisa na rua e não é alvo de alguma violência sexual? Ele esta pedindo para ser atacado... Por que não é?  Por que que mulheres não facilitem? Por que elas tem que mudar de pensamento e não os homens? Eu achei que eles fossem seres racionais sabe, mas pelo que vejo ele esta sendo ensinado a não ser.

Só quero saber de uma coisa, no caso da irmã do shunt ela conseguiu reagir... Ai vem aquele negócio da vítima não reagir... Mas bem, não é isso que quero perguntar, mas sim e se fosse a irmã de vocês? Vocês realmente iriam culpar ela por estar mostrando uma parte do corpo? Ela estava pedindo pra ser atacada por causa disso? É esse discurso mesmo que vão falar se acontecer com algum conhecido de vocês? “
yay... ignorando completamente o que falei sobre cultura e religião muçulmana... depois não reclamem que os posts ficam grande quando tenho que me explicar trocentas mil vezes.

Coloquei a minha resposta na integra sobre essa questão muçulmana no spoiler abaixo porque sei que a maioria por aqui não se interessa por história, então só leia se quiser e aqui vai um resumo pra quem não quer ler:

Comparar sociedades com valores primordiais opostos é maluquice. Naquelas sociedades estupro é alto com ou sem burqa porque para os homens de lá o appeal sexual é desnecessário, só o fato de ser uma mulher já o suficiente porque lá a sociedade foi inteira construída por 1400 anos na subjulgação sistemática da mulher, subjulgação criada e aprovada pelo próprio líder religioso deles, enquanto a nossa é justamente o contrário. A sociedade cristã nunca vai chegar no estado que a sociedade muçulmana chegou pelos próprios valores que criaram ela, se ela algum dia chegar nesse estado ela não é mais cristã porque não está mais seguindos os valores cristões.

Spoiler
E sobre hipótese alguma estamos argumentando a mesma coisa que os muçulmanos. Ninguém aqui está argumentando que uma mulher deve ser punida por ter sido estuprada, ninguém está argumentando que isso serve de bode expiatório em corte, ninguém está dizendo a culpa é toda dela, que ela não deveria usar roupas curtas nunca e se ela usar e for estuprada a culpa é toda dela e o tadinho do estuprador é só um homem que foi “tentado” pelo demônio. NÃO É ISSO QUE ESTAMOS DIZENDO CARALHO!!!

O que estamos dizendo é que se uma mulher sai bêbada de um bar as 3 manhã pra voltar a pé sozinha pra casa com mini-saia e babylook ela está sendo completamente inconsequente com as condições locais do mundo em que ela vive ao ponto da ignorância pura. Não estamos dizendo que ela tem 100% de culpa por ter sido estuprada, estamos dizendo que existem situações em que as ações conscientes da vítima podem facilitar o estupro e ela tem culpa, não responsabilidade moral, ética ou júridica sobre o evento, mas a culpa de não ter se protegido como deveria, porque ela não está em condições que permitam esse descuido e o preço do descuido não vai ser só uma incomodaçãozinha, tanto para ela quanto para todos os seus entes queridos. Isso não é uma acusão de autoria criminosa isso é um conselho preventivo como qualquer outro, como o que um policial sempre vai lhe dar toda vez que for lhe devolver uma mercadoria sua que foi recuperada: “Tenha mais cuidado!”

Mas movimentos políticos pegam esse desejo de proteção e bem estar que o conhecimento popular tem pelas mulheres porque sabe que estupro é algo sério e grande aqui no brasil, não queremos isso para ninguém a ponto de querer evitar qualquer atributo que possa instigar a um estupro, até mesmo as roupas, e transformam isso num discurso doente e maléfico como se dois terços do país inteiro, como se 120  milhões de pessoas estivessem desejando o estupro de mulheres, de suas mães, irmãs, tias e filhas quando eles genuinamente não estão, quando a população de estupradores do país não soma nem 1% da população total.

Isso não é uma questão ética, judicial ou moral sobre estupro. A pergunta que todo mundo faz quando uma grande merda dessas acontece sempre é “porque comigo? Porque isso aconteceu?” e é diretriz comum de todo recuperação psicológica não colocar culpa em cima de um vítima porque isso arrisca muito a recuperação, mas se você for analisar friamente todos os atributos que podem catalisar um estupro o apelo sexual é um fator sim, porque estupro é um tema de sexo! Se você quer reduzir as chances de mais estupros acontecerem você tem que resolver a principal fonte do problema que é a fibra moral dos homens mas você também não pode ignorar a leniência feminina como se ela não estivesse lá, se uma pessoa for inconsequente você pode colocar quantas barreiras de segurança que você quiser, ela ainda vai cair do penhasco.

Mas não, um conselho preventivo é transformado num desejo hediondo. E você ainda me diz que o feminismo ocidental merece algum respeito?
 
E quanto ao link que a sess passou: O que eu acho disso é que é um grande e completo pedaço de merda. Quem está "lutando" por isso devia ser vigiado pela polícia e receber tratamento psicológico, é simplesmente absurdo, é mente criminosa pura. E esse tal de Paulo ghiraldelli que ela menciona é um grande filho da puta.

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #39: 1 de Abril, 2014, 08:23:00
0
0
Essa é a polêmica da semana ham? eu devo dizer que estou me apavorando com o que andam falando disso no facebook, pessoal viaja demais nas argumentações lol

Em resumo? não. não merece.

Isso aqui é FOFO PRA CARALHO, puta que pariu, te amo mulher


Presente da Lilith


 Versinho da Jeny <3

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #40: 1 de Abril, 2014, 08:37:00
  • Vivi Feminino

  • Exception Girl - Nível 5
  • Aplicado
0
0
Concordo com tudo que a Juju disse (sim, li o post enorme dela).
Se temos que opinar por concordar ou não o tema, sim deverei concordar, claro em parte por conta do termo "merecer".
Realmente, a sociedade não enxerga a vítima com a parcela de culpa. Se até bandido tem direitos humanos e as vezes se justifica que não tem parcela de culpa, me explique, por mais que mate o marido pq batia nela, matar para se proteger justifica e tira a culpa da vítima? Existem diversas formas de se solucionar os problemas e cabe a vítima ter forças e dar reviravolta na história. Ficou claro pra mim que sozinho não se resolve nada, precisa de amigos, família, o que for para se apoiar. A mulher na questão de ser vítima, infelizmente, sofremos por erros anteriores de outras mulheres. Eu acho que devia ser implantado urgentemente a matéria de psicologia para todas as séries estudantis dos seres humanos, acompanhamento desde criança. Alguma coisa na vida dessa pessoa, ocasionou violência.
A sociedade passa muito a mão na cabeça das pessoas, e por conta disso, pensa-se assim, vou ser atropelado, mas o motorista vai pagar por isso, vc sabe a culpa que tem daquele pedestre se atravessou corretamente? Ninguém quer olhar todos os lados. O lado do estuprador e o lado da vítima, o que trouxe, o que levou ele a cometer tal delito e o que a vítima facilitou? Claro que nem sempre pode ser roupa, efatizando isso.
Falando de outro assunto, os estupradores tão adorando os manifestos do pessoal contra isso, principalmente aquelas que postam peladas, devem estar se acabando por ai de "fap fap".
Pergunta que não quer calar, pq manifestação de mulher tem que ter nudez? Resolve mesmo? Francamente!

Presente da minha linda amiga, Kasy *-*

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #41: 1 de Abril, 2014, 08:47:00
0
0
"Kikichan"
(...)
Pergunta que não quer calar, pq manifestação de mulher tem que ter nudez? Resolve mesmo? Francamente!
Essa é simples, chama a atenção(não negue que é verdade, realmente chama, por bem ou por mal) mas aí se é efetivo ou não... dá trela para outro tópico até :P

Isso aqui é FOFO PRA CARALHO, puta que pariu, te amo mulher


Presente da Lilith


 Versinho da Jeny <3

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #42: 1 de Abril, 2014, 19:52:00
  • Jungon Masculino

  • Dono do Café
  • Administrador
  • Deus
0
0
Vou dar um exemplo de caso em que se culpa a vítima:

- mas eu não sabiiiia que não podia deixar uma toalha em cima do fogão e acender só pra fazer um miojo rapidinho .....


... provavelmente pode-se culpar a vítima de um estupro se ela provocou diretamente, ou até indiretamente,.. o.o

... mas ninguém tá 'pedindo', e ninguém 'merece ser atacada',.... e essa é que era a questão, não era? +D

A estupro existe porque o estuprador estuprou, porque ele foi induzido pela sua própria mente a fazer isso, se bem que é possível que se uma mente chegou a esse ponto, essa pessoa tenha deixado de ser um ser humano õ.o e é aí que devia morar a pena de morte x.x
*Jungon* kawaii lover ^__^ if I was a rich girl, nanananananananananananananana.. ♫







Dai-Yoh, meu sentai :3 Episódio novo quando eu puder voltar a escrever... i.i

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #43: 2 de Abril, 2014, 01:49:00
0
0
Nossa, muito longo, e é um assunto que me desgasta bastante pq eu detesto/odeio feminismo. Na verdade de forma utópica eu gostaria de um "Igualitarismo", uma sociedade onde as pessoas tem o mesmo valor independente de sexo ou papéis de gênero. Infelizmente, isso é utópico e impossível de acontecer, e eu não tenho e nunca terei provavelmente, saco com movimentos sociais no geral pq todos são extremistas. No máximo eu me importo com o movimento LGBT por razões óbvias.
Mas no geral eu vejo o feminismo como um femismo, um oposto do machismo, e não, eu não acho que não tem razão para a existência do feminismo enquanto movimento e/ou do ódio aos homens como a Juju disse, pq sim, existe uma questão machista de séculos de uma sociedade patriarcalista. (e não, eu não faço parte do discurso feminista de jeito nenhum, eu odeio o feminismo, mas como alguém que quer direitos iguais, eu reconheço o patriarcado como o "grande inimigo").
Só que aí é que tá. O feminismo hoje é representado em sua maioria por feministas radicais. Eu sinto isso na pele pq eu estudo História na UFRGS e ai daquele que fale mal dos "movimentos sociais" lá...
Eu tenho colegas feministas que já tentaram me doutrinar com bullshit, e não admitem que eu quero desejos iguais entre mulheres e homens sem eu ser feminista. o_O
E agora vem o que eu não entendo desse movimento: nem todas feministas são radicais, mas todas (estou generalizando, ok?) as feministas não radicais parecem simpatizar com os escritos e mobilizações das radicais, no quesito ódio aos homens e etc. =__=
E é por isso que eu odeio o movimento. Pq um movimento que diz em prol da "igualdade" movido a um ódio (com razões históricas) se pudesse e lhe fosse permitido, de forma extremista inverteria o jogo, criando uma sociedade matriarcalista com ódio disseminado aos homens e o homem sub julgado.
Mesmo que por vingança, eu não concordo com isso. Eu não acho que essa seja a melhor forma de resolver os problemas da sociedade, e vejam, eu faço parte dessa "minoria", também sou e posso ser vítima de preconceito e nem por isso quero matar quem ataca LGBT, apenas queria igualdade.
Sei que já to desviando o assunto do tópico, mas já que vcs tocaram no assunto "feminismo", numa dessas colegas tentar me doutrinar (e eu odeio isso, afinal cada um tem suas idéias e ninguém vai mudar, ainda mais caráter formado... parece evangélico fanático brainwashed), veio me mostrar um texto no "blog da Lola" que qualquer um que pesquise sobre feminismo acaba caindo... Que era a carta de um professor de humanas pró-movimentos sociais, pró-igualitarismo desabafando pra Lola sua decepção com o feminismo.
Um dia ele foi num evento feminista com sua esposa e simplesmente não o deixaram falar no evento, e mandaram ele calar a boca de forma desrespeitosa pq ele era um homem e ali era um evento de mulheres. Porra, que culpa o cara tinha?

É complicado...

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #44: 2 de Abril, 2014, 06:38:00
0
0
E agora vem o que eu não entendo desse movimento: nem todas feministas são radicais, mas todas (estou generalizando, ok?) as feministas não radicais parecem simpatizar com os escritos e mobilizações das radicais, no quesito ódio aos homens e etc. =__=
É bem assim mesmo. Acontece a mesma coisa com os muçulmanos, há quem defenda eles por que "só alguns radicais fazem certas coisas", mas os "não radicais" ainda apoiam/concordam ou não se dão ao mínimo de trabalho de denunciar.

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #45: 21 de Fevereiro, 2018, 00:25:00
0
0
Todo mundo que postou no tópico caiu na armadilha da pergunta.

"Uma pessoa que usa roupas vugares merece ser estuprada?"

"Uma pessoa que tem amizade com traficantes, vive no baile funk, e se droga numa casa com 20 traficantes merece ser estuprada?"

"Uma pessoa frequenta o centro do rio de janeiro com o celular na mão merece ser assaltada?"

"Uma pessoa que faz sexo sem camisinha em bordeis merece contrair doenças venéreas? "

"Uma pessoa que bebeu e dirigiu merece bater o carro e morrer?"

A resposta para todas essas perguntas é: "Não". Óbvio!

Mas quando uma pessoa é perguntada, ela pode entender o "merece" de formas diferentes que a objetiva, ainda mais se a metodologia da pesquisa for dúbia ou o entrevistador estimular o outro entendimento com outras perguntas.

É óbvio que uma pessoa poderia estar pelado na rua que ninguém teria o direito de toca-la, devido ao próprio direito de propriedade da pessoa sobre o próprio corpo, e qualquer violação a isso é errado. Mas se você se preocupa com a pessoa o que fará? Aconselhará para que a pessoa não se exponha em um comportamento de risco, ou pelo menos o que as pessoas acham que é um comportamento de risco, dentre eles está o uso de roupas consideradas vulgares.

A pergunta em si, foi feita para causar esse tipo de briga e dividir as pessoas, qualquer pessoa que falar: "Mariazinha foi estuprada por 10 caras na favela, mas porra, ela não deveria ter ido pro baile funk, se juntar com 10 traficantes, é óbvio que algum mal aconteceria, mas Mariazinha não ouviu o pai dela, agora ambos choram". Será chamado de machista, e em seguida virá alguém para endossar o comportamento da vítima como certo. "Ela poderia estar pelada na favela que ninguém poderia ter o direito de toca-la" -- Isso é óbvio -- Mas eu tenho esse valor em mim, eu entendo isso como errado, mas os traficantes tem esse mesmo valor? Não! E é justamente pela existência do mal no mundo que as pessoas tendem a aconselhar as pessoas a não se exporem à riscos!

Entretanto, nem mesmo isso é suficiente para suprimir a ação do mal, visto que vemos uma quantidade grande de estupros acontecendo em lugares que deveriam ser "seguros", como por exemplo a própria casa.

Resumindo a minha opinião: Alguém merece se estuprado? Sim, os próprios estupradores! Mas as vítimas tem alguma culpa por terem sido estupradas? Não! Mas não devemos confundir o cuidado que algumas pessoas falam para tomar com machismo, do contrário, sempre que ouvirmos essa pergunta, teremos alguém apontando a motivação dele como: a sociedade ser machista, e jogando a culpa que é da porra do criminoso para toda uma sociedade, além disso, as pessoas que tentarem alertar seus filhos sobre comportamento e lugares a frequentar, serão repreendidos pela própria sociedade, com um dedo apontado na cara deles, recebendo a alcunha de machistas, além de facilitando a vida de estupradores.

Em outras palavras, falar que o estupro é culpa de uma sociedade machista foi feito não só para atenuar a culpa do estuprador, mas para inibir a própria sociedade de tentar salvar as suas crianças e mulheres!
« Última modificação: 21 de Fevereiro, 2018, 01:22:04 por Threvous »
Meus prêmios AG 2018
Spoiler
Meus pokemons:

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #46: 21 de Fevereiro, 2018, 21:54:21
0
0
Aaah não, Threvous na maioria dos posts que respondi coloquei mesmo o fato da palavra "merece" ser o maior problema. Apesar de que o assunto desencadeia outros relacionados a estupro.

Não tenho o menor respeito por culturas que acham normal uma mulher ser estuprada e volto a dizer que nunca, jamais em hipótese alguma a culpa é de quem sofreu o ato. Seja estupro ou roubo... Podemos estar conscientes de não fazermos algumas coisas para "não dar chance ao azar", mas se o fizermos seja por qual motivo for, não é certo dizer que a vítima mereceu. Sabemos que vivemos em um meio perturbador e que as coisas acontecem, mas não acho justificativa alguma para um estuprador ou para quem participa do ato pela guria ter "facilitado"

E concordo, um estuprador/pedófilo sem vergonha merece mesmo... Ou ser empalado como em um outro país que vi.


:3

Família  ♥
Forever ♥
Magina =x
Talvez XD

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #47: 21 de Fevereiro, 2018, 23:32:43
0
0
Vou dar um exemplo sobre o que eu falei e acho que você entenderá meu ponto!

Se eu sou policial (E já cogitei essa possibilidade na minha vida ) e dou de cara com um estuprador, imagine que por algum milagre eu simplesmente não estou chutando as bolas dele até que saia pela boca, e eu pergunto: "Qual a motivação do seu crime?". Então ele me responde: "Eu vi uma mulher de roupa curta, ela estava andando sozinha na rua, e eu costumo andar a região tal por que é deserta". O que eu faço? Eu jogo ele de cabeça de uma ponte depois de cortar o pinto dele e tentar engasga-lo com o próprio orgão sexual? Certo! Mas aí eu chego em casa e vejo a minha filha, preocupado com ela eu falo "Filha, não use roupas curtas, não frequente tal, tal e tal lugares, ta aqui sua arma, se alguém se alguém tentar algo com você, atire para matar". Eu sou machista por isso? Por falar para minha filha que determinados comportamentos são errados, ou tentar preveni-la de um predador sexual? Bom, na minha opinião não! E esse é o problema da pesquisa! (Eu não parei para ler todos os posts daqui, mas vi que rolou uma discussão acalorada). E lembrei que na época que saiu essa pesquisa (Que por sinal a noticia foi corrigida, e eles concluíram que não era 66% mas sim 22%) eu abri a pesquisa, e vi exatamente o que eu falei no post acima.

A pergunta, a noticia, e o estupro coletivo da mesma época, foi usado por movimentos sociais para justamente dividir as pessoas, e por as pessoas que desaprovam condutas promíscuas como pessoas machistas que culpam a vítima. Eu lembro que na época aconteceu o estupro coletivo da menina lá no morro, algumas pessoas questionaram o comportamento da vítima como sendo a razão pela qual aconteceu com ela (Detalhe que eu falei aconteceu com ela, e não aconteceu, por que a razão pela qual aconteceu foi por que haviam 10 filhos da puta estavam naquele local, independente dela estar lá ou não, esses indivíduos são estupradores, e reais culpados pelo ato, mas aconteceu com ela por ela ter se envolvido com esses criminosos, que já eram criminosos antes mesmo que cometerem mais um crime, dessa vez envolvendo a moça), quando alguém faz isso, ele não ta dizendo que ela merece, ou que o estupro é justificado. Mas as pessoas estão tentando avisar a outras meninas que: "Se você se envolve com traficantes, é possível que isso tenha mais chances de acontecer com você". É aí que a armadilha que eu falei se encontra, qualquer pessoa que aconselhar a sua filha, amiga, namorada a não fazer coisas desse tipo, é colocado com esse rótulo, e sua opinião é desconsiderada. A adolescente ao ouvir seu pai falar isso vai falar: "Ah, meu pai é machista, eu posso ir para o alto do morro, e ninguém tem o direito de mexer comigo" -- Eu concordo com isso -- Mas e uma pessoa com padrões morais baixíssimos como traficantes?

Bom, eu não acredito que a cultura ocidental seja favorável ao estupro, já que por essas terras, até mesmo bandido -- que são as escória da nossa sociedade -- fode com os estupradores na prisão. Já a cultura islâmica esse tipo de fenômeno não é observado. A cultura ocidental tem como princípio a proteção da mulher, e é assim desde a idade média, muito embora isso tenha mudado com o tempo, devido a própria influência desses grupos sociais, que se esforçam em transferir a culpa do estuprador, para uma sociedade que lincha estuprador sempre que pode.

Meu ponto é o seguinte: A pesquisa é manipulatória, utiliza a palavra "merece" na manchete, mas a metodologia leva pessoas mais simples, que acham que os "tarados" tem critérios objetivos para escolher suas vítimas, a achar que as mulheres que usam roupas curtas alvos mais prováveis para predadores sexuais.

Muito embora nós saibamos que os critérios dos estupradores são subjetivos, existem inclusive estupradores de senhoras de 90 anos, não é possível que os critérios desse estuprador especificamente seja motivado pela roupa provocante da vítima.

Aliás, tu abriu a pesquisa do IPEA? Vou procurar ela aqui para te mostrar sobre o que eu tou falando!
« Última modificação: 21 de Fevereiro, 2018, 23:46:22 por Threvous »
Meus prêmios AG 2018
Spoiler
Meus pokemons:

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #48: 23 de Fevereiro, 2018, 13:57:41
  • Jungon Masculino

  • Dono do Café
  • Administrador
  • Deus
0
0
Tudo isso que vc postou é a mesma linha de pensamento que eu sigo, porém a conclusão é diferente, eu não acho que se deva apenas dizer que a guria não se envolva com o tráfico e etc, também tem que ter um combate ao próprio tráfico õ.o o tráfico se 'empodera' das vendas de drogas, contrabando, etc, tem que diminuir essas coisas, moradias melhores pro povo e mais investimento na educação, tudo isso ajuda a reduzir esses casos com o tempo ...... não? i.i
*Jungon* kawaii lover ^__^ if I was a rich girl, nanananananananananananananana.. ♫







Dai-Yoh, meu sentai :3 Episódio novo quando eu puder voltar a escrever... i.i

Re: Mulher que mostra o corpo merece ser atacada?
Resposta #49: 25 de Fevereiro, 2018, 20:48:57
2
0
Hum... Threvous

Onde que isso se encaixa com o que falei sobre a palavra merecem e que não tenho respeito por culturas que não veem problemas em alguns casos de estupro...

Não lhe acho machista por querer prevenir sua irmã/filha/amiga de não sair de determinada forma por, supostamente, chamar a atenção e nem por andar com gente da pior espécie. O problema é acreditar que por esse tipo de comportamento uma pessoa mereça ser estuprada. E sim, depois eles se corrigiram quanto a quantidade de pessoas que pensavam nesse assunto, entretanto, vendo os comentários, até mesmo no tópico, da para ver que não é tão diferente do que foi divulgado como a porcentagem real. E independente da "manipulação", sim... Tem muita gente que acredita que a vítima de estupro provocou por agir de determinadas formas. Até crianças, não podem ser crianças porque pedófilos (e mães retardadas que não querem perder o "macho") dizem que estão sendo provocados(as). A sargento Tânia, aqui do Paraná, diz que é assustador a quantidade de mães que sabem que os/as filhos/as são abusados/as sexualmente e não fazem nada porque ou não acreditam ou acham que a criança provocou. A culpa do estardalhaço do "merecem" é por conta da própria população que vem com os mais diferentes comentários. A mesma coisa é a desculpa do vídeo, acredito que foi você mesmo que colocou no "Porte de Armas", do assaltante que usa como justificativa que deu um tiro na vítima porque ela reagiu... Isso não é desculpa! A culpa é única e exclusivamente do marginal que tirou a vida de outra pessoa, não existe justificativa para isso.


Voltando ao assunto do "merecimento" de estupro do tópico... Teve uma exposição que  mostrou o tipo de roupas das vítimas de estupro, segue o link e uma imagem da exposição:


Eu continuo dizendo que a culpa nunca, jamais em hipótese alguma é da vítima! É única e exclusivamente do estuprador.


:3

Família  ♥
Forever ♥
Magina =x
Talvez XD

 
Observação: Este post não será exibido enquanto não for aprovado por um moderador.
Nome: E-mail:
Verificação:
Escreva a palavra que está em verde: texugo anime fechado: